null: nullpx
saúde-Tasaudavel

Hailey Bieber revela sequela comum, mas pouco falada de AVC: "Nunca mais quero experimentar"

Modelo desenvolveu condição de saúde mental devido ao medo e a angústia gerados pelo diagnóstico
Publicado 9 Jan 2023 – 11:19 AM EST | Atualizado 9 Jan 2023 – 11:19 AM EST
Compartilhar
Default image alt
Hailey Bieber desenvolveu estresse pós-traumático após ter mini-AVC em 2022 Crédito: @haileybieber/Instagram

Após sofrer um Ataque Isquêmico Transitório, conhecido popularmente como mini-AVC, e passar por uma cirurgia cardíaca em 2022, Hailey Bieber deu detalhes recentemente sobre as consequências psicológicas que o período trouxe para sua vida.

No podcast "The Run-Through with Vogue", a modelo de 26 anos encontrou espaço para desabafar sobre como se sentiu com o diagnóstico - e, em meio ao relato, declarou até ter vivido um momento de estresse pós-traumático, quadro de saúde mental que pode ser desencadeado por problemas de saúde física.

Hailey Bieber fala sobre saúde mental após mini-AVC


Em março de 2022, Hailey Bieber surpreendeu ao revelar que, com 25 anos, teve algo popularmente conhecido como mini-AVC. O Ataque Isquêmico Transitório, nome "técnico" do quadro, ocorre a partir de uma alteração do fluxo sanguíneo cerebral que, assim como o derrame, gera formigamento, perda de movimentos e pode afetar a fala.

Hailey, na época, foi diagnosticada após um acidente domésico e, pouco depois, passou ainda por uma cirurgia cardíaca. Hoje, ela segue tomando medicações e com acompanhamento médico - e, apesar de já se sentir melhor fisicamente, a modelo falou recentemente sobre sequelas relacionadas à saúde mental que foram trazidas pelo quadro, tudo buscando ajudar pessoas que passam pelo mesmo.


"Lutei contra muita ansiedade e transtorno de estresse pós-traumático, com medo de que acontecesse novamente. Foi uma sensação que nunca mais quero experimentar. Foi aterrorizante, chocante e desconcertante de todas as maneiras que dá para imaginar (...) Mas olho para trás e vejo que poderia ter sido muito pior", disse ela às apresentadoras, Chioma Nnadi e Chloe Malle.

Transtorno de estresse pós-traumático causado por AVC


Da mesma forma que alterações cognitivas podem surgir após um acidente vascular cerebral, a parte emocional também costuma sofrer alterações - especialmente pelos sentimentos de medo e ansiedade promovidos pelo diagnóstico. Isso, em alguns casos, pode desencadear o chamado transtorno de estresse pós-traumático (TEPT).


Segundo a Mayo Clinic, a condição tende a surgir após a pessoa vivenciar ou testemunhar um evento assustador e angustiante, e os sintomas incluem flashbacks, pesadelos e ansiedade severa, bem como pensamentos invasivos e incontroláveis a respeito do ocorrido.

Grande parte das pessoas que vivencia acontecimentos traumáticos nota certas dificuldades para se adaptar de volta à rotina, algo que não necessariamente configura um transtorno. Contudo, ao notar piora da qualidade do sono, excesso de pensamentos negativos e desesperançosos, além da constante negação de falar sobre o ocorrido, a orientação é a busca por ajuda psiquiátrica, pois são fatores que indicam o aparecimento do TEPT.

Saúde

Compartilhar

Mais conteúdo de interesse