Efeitos secundários das plantas medicinais

por | ago 31, 2009 | Saúde

Ontem mesmo falamos daqueles momentos em que não era recomendável usar medicina erval; hoje, fazendo notar mais que não sempre é possível tratar determinadas afeições com as plantas medicinais, falaremos um pouco sobre os efeitos secundários que elas produzem.

Antes de consumi-las, leia este post e ionforme-se sobre as contraindicações.

Gengibre, alho e ginseng: estas três plantas não devem ser tomadas junto com analgésicos anti-coagulantes (como a aspirina, por exemplo). Se mistura-se seu consumo, o accionar secundário das plantas pode produzir hemorragias internas.

Ginkgo biloba: conhecida pelo seu accionar favorável para o sistema circulatório, é uma planta que pode representar tudo o contrário se é consumida junto com anti-coagulantes, pois nesse caso aumenta o risco de hemorragias. Além disso, pode provocar um efeito contrário se é consumido ao mesmo tempo que remédios para diminuir a pressão sanguínea.

Hipérico: popular e muito conhecido, o hipérico pode presentar alguns problemas quando consumido com medicamentos, pois pode tanto anular como exagerar os efeitos deles. Anti-depressivos, anti-coagulantes, medicamentos contra asma, imunossupressores ou esteroides são alguns dos exemplos que não devem ser misturados com hipérico.

Cava (Piper methysticum): esta erva é um sedante associado a complicações hepáticas; medicamentos como drogas para o colesterol podem potenciar o dando hepático da cava, incluso consumidas em doses baixas. Por isso,se você pretende começar um tratamento com esta erva, será melhor consultar ao seu médico.