Essa “ginástica” muito simples pode ser o segredo para acabar com suas cólicas

Shutterstock

Apesar de normalmente ser relacionada ao maior prazer sexual, a ginástica íntima (ou pompoarismo) pode trazer diversos benefícios para a saúde da mulher e até combater as cólicas típicas do período menstrual.

Ginástica íntima alivia cólicas menstruais

De acordo com a fisioterapeuta especializada em uroginecologia Cátia Damasceno, a ginástica íntima fortalece a musculatura da região vaginal, que resulta em uma base mais saudável para os problemas gerados pelo ciclo menstrual. Com a prática, as dores das cólicas ficam menores e o período de menstruação pode ser reduzido a até 3 dias.

A especialista também destaca que a ginástica íntima também aumenta a lubrificação vaginal e ajuda na capacidade de sentir orgasmo, além de reduzir a flacidez da vagina e evitar a incontinência urinária.

Como fazer a ginástica íntima

A ginástica íntima não é um treinamento não é agressivo e, a princípio, pode ser praticado por todas as mulheres, mas é aconselhável procurar um ginecologista antes de dar início às atividades.

Segundo a professora de pompoarismo Regina Racco, antes de iniciar os exercícios é importante conhecer os músculos que irá treinar. Para isso, ao fazer xixi, interrompa o fluxo urinário, segure um pouco e solte. Os músculos usados para interromper o fluxo da urina, são os mesmos que você treinará na ginástica íntima. Conheça alguns exercícios indicados pela especialista:

Shutterstock

1. Sente-se em uma cadeira com a coluna ligeiramente inclinada para frente, sem causar desconforto. Coloque as mãos nos joelhos e fique com os pés paralelos e ligeiramente separados. Inspire contraindo os músculos da vagina de forma elevatória, como se estivesse puxando algo. Conte até trinta e relaxe, expirando. Repita esse exercício de três a cinco vezes ou por até cinco minutos.

2. Em pé, com os braços ao longo do corpo, mantenha os pés paralelos e ligeiramente separados. Contraia as nádegas e tente uni-las ao máximo que puder. Conte até dez e relaxe. Repita três vezes.

3. Em pé, contraia e relaxe a musculatura da vagina, como se estivesse pulsando, repita 30 pulsações rápidas e relaxe. Segundo a professora, fazendo esses exercícios diariamente, em uma semana já é possível perceber maior sensibilidade na região.

Como evitar e combater cólicas menstruais