Creatina: os prós e contras do suplemento alimentar

por | jun 30, 2016 | Alimentação

Um dos assuntos polêmicos nas academias é o uso da creatina como suplemento alimentar para aumentar os músculos. Apesar de liberado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), o consumo da creatina ainda gera controvérsias. A nutricionista da NeoNutri Suplementos Alimentares Angela Martins explica os prós e contras de ingerir a substância.

Leia também

Suplementos alimentares: quais são e para que servem 

Suplementos alimentares na gestação: saiba o que pode e o que não pode 

Suplementos para ganhar massa muscular ajudam a emagrecer 

O que é

A carne bovina é uma fonte natural de creatina / Crédito: Thinkstock

A creatina é um nutriente produzido naturalmente no nosso organismo pelo fígado, pâncreas e rins. “Ela é um tripeptídeo, formada endogenamente através de três aminoácidos: arginina, glicina e metionina”, explica a especialista. Segundo a nutricionista, a creatina pode ser ingerida por meio de alimentos de origem animal, como carne bovina, aves e peixes.

Como ela age no organismo

A especialista explica que a maior parte da creatina se encontra na forma fosforilada, que é um composto altamente rico em energia. “Por meio de apenas uma reação química, sob a ação de uma enzima chamada creatinaquinase, a creatina consegue ceder seu grupo fosfato para a síntese de ATP, sendo uma fonte rápida de energia durante exercícios de curta duração e alta intensidade, como a musculação“, diz Angela.

Por que consumir em suplementos

Pessoas que fazem exercícios físicos em consumir a creatina / Crédito: Thinkstock

“Segundo estudos, só seria possível ingerir a dosagem ideal de creatina consumindo cerca de três a cinco de alimentos ricos da substância, o que torna impossível obter grandes quantidades de creatina apenas por meio da alimentação”, esclarece a médica.

Quem pode consumir

A creatina pode ser utilizada por praticantes de atividades de força e explosão e pode ser consumida por qualquer indivíduo saudável. “Toda suplementação deve estar adequada à um plano alimentar e por isso o acompanhamento é importante para que a suplementação não exceda ou seja insuficiente para o indivíduo”, ressalta Angela.

Efeitos colaterais

Uma das questões levantadas em relação a essa polêmica são os efeitos colaterais da creatina. Alguns especialistas afirmam que o uso prolongado da creatina causam problemas nos rins e no fígado, órgãos que metabolizam a substância. Contudo, a especialista afirma que não há comprovação de que isto altere a filtração glomerular renal em indivíduos saudáveis.

A Zumba é uma modalidade física que gasta muita energia. Assista ao vídeo e conheça mais sobre essa atividade física: