Aspecto da língua pode indicar ansiedade, anemia + 18 problemas de saúde

por | ago 11, 2017 | Saúde

Observar a aparência da língua é importante para avaliar possíveis alterações que aparecem primeiro na boca. A seguir, entenda o que é normal e o quais sinais indicam doenças na língua:

O que sua língua diz sobre você?

O dentista Fábio De Abreu Alves, presidente da Câmara Técnica de Estomatologia do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP), afirma que a língua pode manifestar sintomas referentes a inúmeras doenças que tem origem na própria boca ou em outros locais do organismo.

“Algumas doenças podem ser suspeitadas por alterações da língua, como anemias e imunidade baixa”, explica o doutor.

Como é a língua saudável?

Rosa e macia

A língua deve ter cor rósea, ser macia e apresentar relevos espalhadas pelo dorso e lateral, que são papilas e botões gustativos que nos permitem sentir o gosto dos alimentos.

Contudo, outras variações benignas também são observadas:

Língua rachada

Shutterstock

Ter fissuras na língua não traz consequências graves pois é fruto de uma característica individual da mucosa. Apesar disso, é necessário ter cuidado redobrado com a higiene a fim retirar resíduos que possam se acumular nas fendas.

Língua geográfica: manchas avermelhadas e lisas

Ter manchas vermelhas na língua também é frequente e não representa grandes alterações. “É fruto da falta de papilas gustativas, que podem migrar ou se formar novamente”, afirma o médico.

Contudo, a alteração pode trazer algum desconforto no consumo de alimentos cítricos ou picantes.

Quando a aparência da língua indica problemas de saúde?

Língua esbranquiçada ou amarelada

Shutterstock

Geralmente, a língua áspera com coloração branca ou amarelada é sinal de acúmulo de células mortas, micróbios e restos de alimentos. 

Para resolver essa alteração, basta redobrar a higiene e escovar bem o dorso da língua, hábito que também evitas mal hálito.

Ainda por cima, o otorrinolaringologista Eduardo Dolci afirma que a língua branca também pode ser fruto de candidíase na boca, conhecida popularmente como sapinho.

Língua marrom

Língua amarronzada é fruto do consumo excessivo alimentos com pigmentação escura, como café e chás. Neste caso, também podem ser observadas estruturas semelhantes a pelos que, na verdade, são papilas gustativas aumentadas.

Porém, se após alguns dias de escovação a anormalidade não sair, pode ser indício de imunidade suprimida, geralmente pelo uso de drogas, doenças ou medicamentos.

Língua com marca de dentes

Secura e  gosto de ferro na boca são fruto de diversas doenças, como diabetes, ansiedade, desidratação, bronquite e dengue.

Como a boca fica ressecada, esse sinal costuma vir acompanhado de marcas de dente na mucosa. “A falta de lubrificação pela saliva faz com que a língua fique grudada nos dentes, fazendo um molde da lateral na borda da língua”, explica o dentista Fábio De Abreu Alves.

Nestes casos, o ideal é buscar auxílio médico para avaliar a causa da secura ou gosto alterado no paladar.

Língua muito vermelha

Pode ser sinal de alterações que causem atrofia das papilas gustativas, como carência de vitaminas, anemia por falta de vitamina B12, anemia por deficiência, diabetes e candidíase na boca.

Língua com aftas

Shutterstock

As aftas são lesões doloridas que cicatrizam em até 15 dias. Na língua, costumam atingir as bordas e o ventre.

As causas de afta incluem baixa imunidade, bulimia, deficiência nutricional, desidratação, diabetes, doença de Crohn, estomatite, refluxo, intolerância alimentar, medicamentos, prisão do ventre, traumas e TPM.

Língua com feridas, caroços, úlceras

Diferente das aftas, feridas que não saram são sinal de que algo não vai bem com a saúde. Podem indicar problemas como herpes e câncer de boca. Busque um médico se notar feridas que não cicatrizam em 15 dias.

O que fazer?

O especialista que cuida da língua é o estomatologista. Ele é qualificado para analisar a aparência e lesão da mucosa e avaliar se há ou não necessidade de tratamento.

“É importante entender que algumas alterações são normais e relativamente comuns, como língua rachada e geográfica, mas as demais orientações devem ser analisadas por um médico, especialmente as úlceras endurecidas e que não cicatrizam”, esclarece o médico Fábio De Abreu Alves.

Cuidados com a língua