Neurocientista ensina técnica para dar “reset” na mente em momentos de estresse

por | nov 23, 2023 | Bem-estar

Em situações estressantes, o organismo fica naturalmente em estado de alerta. Se preparando para combater uma possível ameaça ou desviar dela, o corpo manifesta uma série de reações que podem causar momentos de desconforto e dificuldade em viver normalmente – e, segundo este neurocientista, existe uma forma de estimular um nervo específico para “resetar” o sistema nervoso e gerar calma.

Técnica de respiração profunda estimula nervo e acalma estresse

Nos momentos de estresse, certos instintos de sobrevivência são ativados no corpo, induzindo uma resposta que o prepara para uma “luta” ou para uma fuga. Esta resposta aguda é desencadeada pelo chamado sistema nervoso simpático, enquanto o parassimpático é responsável pelo modo de “descanso” – e, neste mecanismo, entra um nervo chamado vago.

Conforme explicou o neurocientista Ed Ergenzinger em um artigo publicado no veículo “ Psychology Today”, o nervo vago, que conecta o tronco cerebral a uma série de órgãos, como faringe, laringe e coração, é o principal componente do sistema nervoso parassimpático. É ele, segundo o especialista, que transmite ao corpo a informação de que é possível relaxar e se recuperar de um momento de estresse.

Estresse
Marcos Calvo/Istock

Sendo assim, estimular o nervo vago é uma forma de trazer corpo e mente de volta ao repouso, e funciona quase como um “reset” no sistema – e a melhor parte é que, conforme explica o neurocientista, é possível provocar este estímulo com um tipo de respiração: a chamada respiração diafragmática.

De acordo com instruções divulgadas pelo Instituto de Neurociências de Brasília, este é o passo a passo para respiração diafragmática:

  • Sente-se com a coluna reta ou deite-se em um local confortável;
  • Posicione as mãos no abdômen, logo abaixo das costelas, na linha do umbigo;
  • Inspire lentamente pelo nariz, contando (mentalmente) até três. Durante a inspiração, estufe o abdômen – isso vai deslocar o diafragma para baixo, ampliando o volume de ar inspirado;
  • Prenda a respiração por mais três segundos;
  • Solte o ar lentamente pela boca enquanto conta mentalmente até 6; Durante a expiração, “murche” o abdômen ao máximo – isso vai deslocar o diafragma para cima, comprimindo os pulmões e forçando todo o ar a sair;
  • Repita o processo quantas vezes achar necessário.
Meditação
JLco – Julia Amaral/iStock

Saúde e bem-estar