null: nullpx
remédio para emagrecer-Tasaudavel

Como funciona o Wegovy, 1º injetável semanal aprovado para tratar apenas obesidade

Medicação age com a mesma molécula presenta no Ozempic, caneta injetável usada para tratamento de diabetes
Publicado 5 Jan 2023 – 07:47 AM EST | Atualizado 5 Jan 2023 – 07:47 AM EST
Compartilhar
Default image alt
Wegovy foi aprovado pela Anvisa para tratamento de pessoas obesas Crédito: Wegov/Reprodução

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou na última terça-feira (3) o primeiro medicamento injetável semanal indicado apenas para obesidade. Chamado Wegovy, o remédio é composto por semaglutida, mesma molécula presente no Ozempic – tratamento de diabetes usado também para controle de peso em pessoas obesas ou com sobrepeso.

Saiba como funciona o medicamento e para quem ele é indicado.

Anvisa libera medicamento injetável para obesidade


Conhecida especialmente por conta da injeção de Ozempic, a semaglutida agora compõe o primeiro medicamento injetável semanal usado para tratar a obesidade de pacientes não-diabéticos.

Semelhante a outra molécula presente também em mais injetáveis para diabetes, como Saxenda e Victoza, a semaglutida ganhou fama por ser eficiente no emagrecimento, mas todos estes medicamentos eram, na bula, indicados apenas para o tratamento da doença.

Agora, com o chamado Wegovy, a molécula aparece formulada exclusivamente para o tratamento de obesidade, em concentração mais alta, mas o modo de usar (injeções semanais aplicadas pelo próprio paciente) segue o mesmo.

Como funciona


De acordo com a endocrinologista Paula Pires, de São Paulo, estes remédios injetáveis são indicados para pacientes diabéticos por terem em suas fórmulas o GLP-1 (glucagon-like peptide-1), um hormônio que já é produzido naturalmente pelo intestino e que ajuda a metabolizar o açúcar, controlando a glicemia.

Entre os diabéticos, a médica afirma que os diagnosticados com tipo 2 e que estão com sobrepeso são os mais indicados para fazer uso de tais medicações.

Já quanto ao uso da semaglutida para tratar a obesidade, a endocrinologista explica que sua ação está no cérebro, uma vez que ela age no hipotálamo – estrutura do órgão que regula o metabolismo –, reduzindo o apetite.

“Estas medicações têm o efeito de retardar o esvaziamento gástrico e inibir o apetite, o que leva a uma maior saciedade e menos fome após as refeições”, ela aponta.

Agora, porém, a substância aparece sozinha na fórmula de Wegovy que, segundo a Anvisa, é indicado para o tratamento de manutenção e perda de peso em adultos, associado a uma alimentação balanceada e à prática de exercícios físicos.

Quem pode usar?


De acordo com a Anvisa, o Wegovy é indicado para adultos com Índice de Massa Corporal (IMC) inicial de obesidade ou sobrepeso, na presença de pelo menos uma comorbidade relacionada ao peso, por exemplo, disglicemia (pré-diabetes ou diabetes mellitus tipo 2), hipertensão, dislipidemia, apneia obstrutiva do sono ou doença cardiovascular.

Ele, contudo, só deve ser usado sob orientação e acompanhamento médico, uma vez que pode ter efeitos colaterais.

Segundo Paula, cerca de 30% dos pacientes apresentam náuseas como efeito transitório do uso de semaglutida. Além disso, ela também pode piorar o refluxo gastroesofágico em quem sofre do problema, e causar diarreia, dores abdominais e dores de cabeça.

Além disso, é preciso lembrar também que o tratamento para obesidade deve sempre ser multidisciplinar, já que se trata de uma questão complexa envolvendo não apenas o metabolismo, mas hábitos (geralmente criados há muito tempo), fatores psicológicos e até sociais.

Saúde e emagrecimento

Compartilhar

Mais conteúdo de interesse