null: nullpx
herpes-Tasaudavel

Mais de 95% das pessoas possuem vírus que causa herpes-zóster: 7 sinais para reconhecê-la

Dor, febre, coceira e feridas na pele estão entre os principais sintomas da doença
Publicado 22 Nov 2023 – 03:07 PM EST | Atualizado 22 Nov 2023 – 03:15 PM EST
Compartilhar
Default image alt
Herpes-zóster Crédito: undefined undefined/Istock

A herpes-zóster é uma doença infecciosa que aparece quando o vírus varicela-zoster, o mesmo causador da catapora, é reativado no organismo. Um levantamento epidemiológico realizado por pesquisadores britânicos Estudos apontam que mais de 95% das pessoas, mesmo sem saber, são portadoras desse vírus, mas que o risco de desenvolver a condição ao longo da vida está entre 25% e 30%.

Sinais e sintomas de herpes-zóster

Entre os principais sintomas de herpes-zóster, também conhecida como cobreiro, estão:


  • Dores
  • Formigamento, agulhadas, adormecimento e pressão na área afetada
  • Ardor e coceira locais
  • Febre
  • Dor de cabeça
  • Mal-estar
  • Erupção cutânea

Herpes-zóster: causas e tratamentos

A herpes-zóster aparece quando o vírus armazenado nos gânglios nervosos é reativado por causa da baixa imunidade. Essa reativação já não causa mais a catapora, mas sim o cobreiro.


Diabetes, HIV, câncer e uso de medicamentos que reduzem a imunidade podem aumentar as chances de uma pessoa desenvolver herpes-zóster. Além disso, a condição pode ser ativada por estresse excessivo, já que a condição também compromete o sistema imunológico.

O diagnóstico herpes-zóster ocorre por exame clínico, que avalia os sintomas e as lesões, e a lesão cutânea, de modo geral, regride sozinha, entre sete e dez dias, mesmo sem tratamento. Caso o médico avalie necessidade, o paciente poderá ser orientado a fazer uso de medicamentos tópicos e orais.

Saúde

Compartilhar

Mais conteúdo de interesse