null: nullpx
saúde mental-Tasaudavel

11 famosos que já falaram abertamente sobre a fragilidade da própria saúde mental

Relatos corajosos como os destas pessoas públicas sobre depressão, ansiedade e outros transtornos ajudam a derrubar tabus sobre o tema
Publicado 7 Jun 2022 – 06:19 PM EDT | Atualizado 7 Jun 2022 – 06:19 PM EDT
Compartilhar
Default image alt
Padre Marcelo Rossi e Anitta Crédito: @padremarcelorossi/@anitta/Instagram

Honestos, corajosos e transparentes, os relatos de pessoas públicas sobre seus problemas de saúde mental elucidam o assunto, derrubam tabus e ajudam muitos que compartilham de sofrimentos semelhantes. Veja 11 exemplos de famosos que já falaram abertamente sobre problemas como depressão, ansiedade, burnout e outros:

Anitta


Em 2019, a cantora revelou publicamente que havia sido diagnosticada com estafa mental, condição com causas variadas que vão desde excesso de trabalho e estresse a uma separação conjugal ou luto. Além disso, anteriormente, no documentário sobre sua vida produzido pela Netflix, Anitta já havia falado que sofreu de depressão no passado.

Izabella Camargo


A jornalista da Rede Globo chegou a ser afastada do trabalho após o diagnóstico de síndrome de burnout, distúrbio emocional com sintomas de exaustão extrema, estresse e esgotamento físico. Desde então, Izabella tem falado frequentemente sobre o assunto, contanto, inclusive, que demorou quase quatro anos para perceber que estava doente.

Bruna Marquezine


Em um longo desabafo feito nas redes sociais, a atriz contou a seus seguidores que já sofreu de depressão e de distúrbio de imagem. "Comecei a detestar meu corpo. Achava que tinha que emagrecer de qualquer jeito. Junto com tudo isso eu tive depressão. Não só por isso, mas principalmente por esses motivos", afirmou Bruna na época.

Lucas Lucco


O cantor, que sofreu com depressão e síndrome do pânico, já deu vários depoimentos sobre seus problemas de saúde mental nas redes sociais. Direto e honesto, Lucas ainda aproveitava para apoiar quem passava por momentos semelhantes. “Lute! E escute somente as vozes que te incentivam a chegar lá. Segure nas mãos de quem também deseja que você seja um vencedor. Vença as dores”, escreveu em uma publicação.

Débora Nascimento


Em entrevistas, a atriz chegou a contar que, na época em que era modelo, chegou a sofrer de distúrbios alimentares. Segundo admitiu Débora, ela adotou, na época, hábitos autodestrutivos como não comer para emagrecer, e que foi sua mãe quem a salvou de uma anorexia.

Whindersson Nunes


"Eu sinto uma angústia todos os dias, todos os dias, algumas risadas, algumas brincadeiras e depois lá estou eu de novo com esse sentimento ruim", escreveu o humorista em suas redes sociais em 2019, pouco tempo antes de contar que havia sido diagnosticado com depressão. Depois de iniciar tratamento, Whindersson retomou as atividades como comediante e influencer - mas sem nunca deixar de falar sobre estas questões abertamente, buscando ajudar outras pessoas como ele.

Atualmente, após assumir também ter vivido um vício em drogas, ele afirma que dá mais atenção à sua saúde física e mental Depois de iniciar tratamento, Whindersson retomou sua agenda de shows e afirmou que hoje dá mais atenção à sua saúde física e mental.

Paula Fernandes


Conforme contou a cantora, ela teve depressão severa aos 20 anos de idade, ou seja, antes mesmo de ser famosa. Segundo Paula, ela chegou a ter inclusive pensamentos suicidas na época, mas demorou para buscar ajuda profissional por puro preconceito. "Quando aceitei o tratamento e os remédios, comecei a melhorar”, confessou.

Luciana Vendramini


Uma das primeiras famosas brasileiras a falar publicamente sobre saúde mental, quando o assunto ainda era cercado de mitos e tabus, a atriz contou em entrevistas que, por conta do Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC), desenvolvido há mais de 20 anos, seus banhos chegavam a demorar cerca de dez horas. Na época, ela não conseguia sair do chuveiro antes de sentir que estava completamente limpa.

Padre Marcelo Rossi


O sacerdote também sofreu de depressão e admitiu que, na época, achava que era “frescura”. "Durante 19 anos da minha vida, ajudei pessoas a saírem da depressão, levando-as a Jesus, mas eu não acreditava", contou o padre, ressaltando que, apesar de não ter perdido compromissos devido à doença, "não fazia com amor". Foi a partir disso, segundo o padre, que ele decidiu buscar ajuda.

Luma Costa


A atriz, que sofre de transtorno de ansiedade generalizada, afirma que o mais importante é entender, enxergar e procurar ajuda diante os primeiros sinais de problema de saúde mental. “Tem dias em que fico mais angustiada do que o normal, não consigo produzir, nem dormir direito. Todo mundo está ansioso, mas quem tem alguns desses distúrbios está pior”, explicou Luma.

Priscila Fantin


Nem todo mundo sabe, mas o motivo pelo qual a atriz passou tanto tempo longe da televisão foi a depressão. Curada, ela acredita que ter começado a praticar esportes foi essencial para a sua recuperação. “A depressão paralisa muito em todos os sentidos: psicológico, emocional e até, consequentemente, o físico. Quando a gente faz esporte, a gente movimenta tudo isso, ele dá vitalidade”, afirmou em entrevista.

Saúde e bem-estar

Compartilhar

Mais conteúdo de interesse