null: nullpx
corrimento-Tasaudavel

Tricomoníase pode causar coceira na vagina: saiba o que é a doença, riscos e tratamento

Publicado 21 Set 2016 – 02:54 PM EDT | Atualizado 20 Mar 2018 – 12:57 PM EDT
Reações
Compartilhar

Apesar de deixar muitas mulheres assustadas, a saída pela vagina um líquido incolor, inodoro, com consistência de clara de ovo e que não resulta em coceira, dor ou ardência é algo completamente natural e provavelmente não indica qualquer problema de saúde da área íntima.  No entanto, se o corrimento apresentar coloração esverdeada, causar coceira e for acompanhado de dores durante as relações sexuais, pode ser sinal de tricomoníase.

O que é tricomoníase?

A tricomoníase é uma infecção causada pelo protozoário Trichomonas vaginalis e ataca o colo do útero, a vagina e a uretra. Como também atinge os homens, a tricomoníase pode ser transmitida através de relações sexuais sem camisinha e costuma ser acompanhada de DSTs como gonorreia, por exemplo. Ao identificar algum dos sinais da infecção, a mulher deve procurar um especialista para exames clínicos e conhecer a melhor forma de tratamento.

Sintomas da tricomoníase

Além do corrimento esverdeado ou amarelo-esverdeado, dor durante o sexo, ardência ao urinar e coceira na vagina são alguns dos principais sintomas da doença. Em casos mais raros pode ocorrer ainda dor abdominal.

Tratamentos contra tricomoníase

Exame pélvico e de recolhimento do corrimento identificam o quadro de tricomoníase, que provavelmente será tratada com a utilização de cremes ou pomadas ou medicamentos orais, geralmente mais eficazes, indicados por um profissional da saúde.

Durante todo o tratamento, a mulher deve evitar contato sexual ou transar somente com o uso de camisinha para não contagiar o parceiro até que a cura seja completada, algo que leva em média uma semana. 

Reações
Compartilhar

Mais conteúdo de interesse