null: nullpx
Coronavírus-Tasaudavel

Se você tem mais de 60 anos, pode tomar vacina da Covid antes da hora: saiba como

Publicado 26 Fev 2021 – 03:47 PM EST | Atualizado 26 Fev 2021 – 03:47 PM EST
Reações
Compartilhar

Ainda focada em grupos de risco como idosos e profissionais da saúde, a vacinação contra COVID-19 em São Paulo está atualmente focada em pessoas com mais de 85 anos, mas há algumas exceções. Como o imunizante tem prazo de validade curto, sobras da vacina em frascos abertos estão sendo aplicadas nos postos de saúde ao final do dia - e quem tem mais de 60 anos pode se cadastrar para tomar “antes da hora”.

“Xepa” da vacina é liberada para maiores de 60 anos

Com calendário de vacinação definido apenas até os indivíduos de mais de 77 anos, boa parte das pessoas idosas de São Paulo não sabe quando vai tomar a vacina contra COVID-19, mas, para quem tem mais de 60 anos, há uma forma de entrar em uma espécie de fila para tomar antes mesmo de haver uma data marcada para a faixa etária. Isso porque, para evitar desperdício, sobras do imunizante vêm sendo aplicadas nos postos.

Como a vacina tem prazo de validade curto, frascos abertos que não foram usados até o fim não podem, ao final do dia, ser guardados para o dia seguinte. Sendo assim, a prefeitura da cidade autorizou que os postos de saúde entrem em contato com pessoas de mais de 60 anos que morem na região e as ofereçam a vacinação da “xepa”. Para as pessoas que tomarem, mesmo com menos de 80 anos, a segunda dose é garantida.

Como “entrar na fila”?

Conforme informou a Secretaria Municipal da Saúde ao VIX, para ter a possibilidade de se vacinar caso haja sobra de imunizante, a pessoa deve entrar em contato com a Unidade Básica de Saúde (UBS) designada para a região onde ela vive. Isso, no caso, pode ser consultado no próprio site da prefeitura: basta digitar o endereço no campo indicado, selecionando a opção “UBS/Postos de Saúde/Centro de Saúde” no quadro à direita e aproximando a tela para checar qual é a mais próxima do endereço após a busca.

Na sequência, é preciso comparecer à UBS em questão ou telefonar no local para fornecer os dados pessoais necessários para o cadastro. Não há, por enquanto, uma forma de fazer isso pela internet, mas é possível que terceiros forneçam estes dados à UBS, tanto ao vivo quanto por telefone.

No caso de pessoas acamadas ou com mobilidade reduzida, é indicado informar a UBS sobre a condição do indivíduo na hora de fornecer os dados dela ao posto de saúde - e, caso haja doses disponíveis em algum momento, uma equipe entrará em contato para vaciná-lo em casa. Se a pessoa já recebe algum auxílio na UBS da região, o cadastro dela já está disponível e não é preciso fazê-lo novamente.

COVID-19: informações importantes

Reações
Compartilhar

Mais conteúdo de interesse