Relato de Goldfarb sobre distúrbio alimentar no passado é lição sobre falsas aparências

por | fev 7, 2019 | Saúde

https://www.instagram.com/p/BsrB39Rn8cZ/

Assim como muitas mulheres que passam por situações extremas devido à esmagadora pressão que sentem para se enquadrar em padrões de beleza, Mariana Goldfarb viveu quadros de risco para atingir e manter a tão enaltecida magreza.

No Stories do Instagram, a modelo relatou que a busca por um corpo considerado “ideal” escondeu distúrbios e uma realidade nada bonita em seu passado – algo que ninguém enxergava.

Mariana Goldfarb: distúrbio alimentar no passado

https://www.instagram.com/p/BpZccFEAJD3/

O desabafo de Mariana partiu de uma reflexão sobre padrões de beleza. Segundo a modelo, aquilo que é real não chama atenção do público quanto o que é mostrado como perfeito.

“A verdade é que a gente gosta de ver mentirinhas, de imaginar uma perfeição que é utópica – ela não vai existir.”

Mariana aproveitou o debate sobre padrões estéticos para desabafar sobre o perigo que correu devido à necessidade de estar dentro do que é considerado belo, e o que parecia lindo para os outros, na realidade, estava destruindo sua saúde.

https://www.instagram.com/p/BsENfY5HCtp/

Sem especificar em qual momento da vida isto ocorreu, ela revelou ter sofrido anorexia e bulimia, dois graves distúrbios alimentares que consistem, respectivamente, em não se alimentar e em expelir o alimento tão logo é ingerido, a fim de não engordar.

Curiosamente, Mariana contou que, na época em que estava doente e com o corpo magérrimo, ela era muito elogiada por sua forma física.

“Quando eu estava anoréxica, o que eu recebia de elogios, era uma enxurrada. Sendo que eu estava destruída por dentro, mal, deprimida, vomitando comida. E o povo só falando ‘como seu corpo está maravilhoso’ (…) Eu ouvia que meu corpo estava maravilhoso. Isso pelo Instagram, porque pessoalmente eu parecia um esqueleto”, disse, ressaltando que fotos podem ser enganosas.

Busca pela beleza

https://www.instagram.com/p/Brv6PbQnXHq/

Ainda sobre beleza, Mariana não enxerga problema em se sentir bonita. A questão, para ela, é o que se deve dar em troca para atingir a tão sonhada beleza.

“Acho que não tem problema querer ficar bonita. Eu vou para a academia todo santo dia, cuido da minha alimentação, da minha pele, da minha saúde, porque eu quero ficar bonita também. Mas o negócio é o belo a qualquer preço.”

Mariana também critica o preço que muitas pessoas pagam para atingir um objetivo que, muitas vezes, nem é algo sonhado por elas mesmas.

“A gente não precisa passar por certas coisas. Perfeição realmente não existe. É muito chato ficar alimentando qualquer coisa só porque nos olhos dos outros aquilo é lindo.”

Falta de menstruação

ShutterStock

Um dos preços pagos por Mariana foi um problema de saúde gerado pela baixíssima quantidade de gordura que seu corpo apresentava na época. A modelo conta que o distúrbio lhe causou ausência da menstruação, a chamada amenorreia.

“Agora que eu voltei a menstruar. Eu também tenho ovário micropolicístico, que descobri há pouco tempo. Tive amenorreia por causa da minha baixa gordura corporal – baixa não, nula gordura corporal: era 5% de gordura. Eu não descamava, não tinha sangramento e tinha amenorreia. Cara, isso não faz bem para a saúde.”

De acordo com o ginecologista e obstetra Jurandir Passos, a ausência de menstruação por longos períodos pode acontecer quando a mulher está muito abaixo do seu peso corpóreo ideal, como ocorre em casos de anorexia ou bulimia, ou quando pratica esportes extenuantes como maratonas, ultramaratonas, entre outros.

“Nesses casos, a correção do peso corpóreo e a diminuição do esforço físico tendem a normalizar os ciclos menstruais”, explica o médico.

Mudança no pensamento

https://www.instagram.com/p/BtTjcdMH9_z/

Apesar de ter enfrentado um momento difícil na relação com o seu corpo, hoje em dia Mariana diz não se sentir tão pressionada como no passado. Até porque, segundo a modelo, ela percebe que grande parte do público que a acompanha também mudou o modo como encara os padrões estéticos.

“Eu senti uma diferença no meu público do Instagram. As pessoas estão mais engajadas, pensando no que para mim verdadeiramente importa.”

Distúrbio alimentar