null: nullpx
ansiedade-Tasaudavel

Mais da metade dos jovens está sofrendo com ansiedade na pandemia, mostra pesquisa

Publicado 5 Ago 2021 – 09:13 AM EDT | Atualizado 9 Ago 2021 – 10:29 AM EDT
Reações
Compartilhar

A pandemia de Covid-19 tem causado grande impacto na saúde física e mental dos jovens brasileiros, que também revelaram maiores dificuldades para continuarem com os estudos.

De acordo a pesquisa “Juventudes e a Pandemia do Coronavírus”, feita pelo Conselho Nacional da Juventude (Conjuve), mais da metade dos entrevistados está sofrendo com ansiedade no período.

O levantamento, divulgado em 14 de junho de 2021, recebeu dados de 68 mil jovens de todo o Brasil, com idade entre 15 e 29 anos. Eles responderam a um questionário remoto, com 77 perguntas, entre os meses de março e abril.

Saúde emocional dos jovens na pandemia

O estudo mostrou que, mais de um ano após o início da pandemia de coronavírus, 6 a cada 10 jovens relatam ansiedade e uso exagerado de redes sociais.

Entre os entrevistados, 51% afirmaram que sentem exaustão ou cansaço constante. Além disso, 40% dos jovens relataram episódios de insônia ou tiveram distúrbios de peso.

Segundo a pesquisa, todas essas situações são ainda mais relatadas entre mulheres. E além do gênero, a idade também influencia na percepção sobre questões de saúde: os mais velhos apontam múltiplos impactos em seu estado físico e emocional.

Outro dado preocupante presente no levantamento é que 1 a cada 10 jovens admite que um dos impactos da pandemia em suas vidas são pensamentos suicidas ou de automutilação, sendo esse número ainda maior na faixa de 15 a 17 anos.

Os pesquisadores apontam que esse número pode ser ainda maior, considerando a dificuldade que muitos jovens podem ter em se abrir ou compartilhar esse problema.

Impacto da pandemia nos estudos dos jovens

A pandemia de Covid-19 também está dificultando a vida escolar dos jovens: 43% afirmam que já pensaram em parar de estudar desde que suas rotinas foram alteradas pelo coronavírus.

A mesma pesquisa do Conjuve mostrou, em junho do ano passado, que a quantidade de estudantes que pensavam em deixar os estudos durante a primeira onda era bem menor, de 28%.

Segundo os dados, 6% dos jovens efetivamente deixaram os estudos durante a pandemia. Desses, os principais motivos foram: o financeiro (21%) e dificuldades com ensino remoto (14%).

Impactos da pandemia de Covid-19

Reações
Compartilhar

Mais conteúdo de interesse