null: nullpx
Coronavírus-Tasaudavel

Ex-BBB Sol desabafa sobre marido internado por Covid: "Ele foi contra tomar vacina"

Publicado 7 Fev 2022 – 03:28 PM EST | Atualizado 7 Fev 2022 – 03:28 PM EST
Compartilhar

Em meio à aflição por ter o marido internado e intubado por consequência da COVID-19, Sol Vega, que integrou o elenco do “BBB” em 2004, fez um desabafo nas redes sociais. Em seu perfil no Instagram, ela publicou um alerta em prol da vacinação contra a doença – e, ao revelar que o marido optou por não tomar o imunizante, ela refletiu sobre a decisão dele.

Ex-BBB desabafa sobre internação do marido após decisão não se vacinar

Usando seu perfil no Instagram, a ex-BBB Sol Vega compartilhou recentemente que seu marido, Tibério, está internado com COVID-19. Triste diante da gravidade do caso, ela refletiu sobre a vacinação, expondo suas opiniões sobre o fato de que, assim como Tibério, muitas pessoas optam por não se vacinar.

“Antigamente não tinha isso, né? Faziam uma vacina e a gente estava lá, ninguém queria saber de onde era. Hoje em dia... Sinceramente, eu não ligo para política, não ligo mesmo. Não importa o que você falar a meu respeito sobre isso. O negócio da vacinação também virou uma conotação polícia. Não estou generalizando, mas é o que eu posso ver”, disse ela, incentivando a vacinação.

“Acho que a gente tem que acreditar mais na ciência”, compartilhou a ex-BBB, que foi direta quanto à decisão do marido. “Se ele tivesse vacinado, acho que não estaria tão ruim como está hoje. Ou eu posso estar enganada. Isso é o que eu penso. Estou passando por uma situação muito ruim que não deveria estar passando agora, por isso estou pensando isso”, afirmou.

Por fim, ela deixou claro que decidiu falar sobre o assunto após muitos perguntarem se Tibério foi vacinado, e relembrou como foi a decisão dela e da família com relação ao imunizante.

“Eu me vacinei e levei minha mãe para vacinar. Falei para ele: ‘Tibério, você precisa vacinar’. Ele foi contra. Tudo bem, cada um tem seu direito de pensar, quem sou eu para obrigar? Falei: ‘Eu vou porque sempre vacinei. Minha mãe precisa, é idosa, e eu também preciso’. Só que ele tinha medo, aí com essa loucura de política... O pessoal fica doido, não sei, parece que vale mais uma política do que ser vivo”, concluiu.

Saúde

Compartilhar

Mais conteúdo de interesse