Espinhas no rosto podem ser confundidas com doença crônica ligada ao estresse

por | ago 22, 2018 | Saúde

Pontos e manchas avermelhados no rosto e em outras partes do corpo que parecem um quadro avançado de acne podem indicar um outro tipo de problema, sem cura e intimamente relacionado ao estresse: a rosácea.

O que é rosácea?

A rosácea é uma doença crônica, sem cura, caracterizada principalmente pela vermelhidão nas bochechas e mais comum em mulheres após os 35 anos. Frequentemente há ainda a sensação de ardência e calor no rosto.

De acordo com o dermatologista Abdo Salomão Jr., a rosácea deixa a face com aparência avermelhada e quente porque os vasos superficiais dilatam no momento da crise. A condição, no entanto, não provoca problemas de circulação.

shutterstock

Causas de rosácea: estresse

As causas mais prováveis da rosácea são predisposição genética, exposição solar, ingestão de bebidas alcoólicas, consumo de alimentos muito calóricos e pouco saudáveis, como gorduras e carboidratos, e uso de medicamentos vasodilatadores ou fotossensibilizantes.

O estresse, que provoca alterações hormonais e emocionais, também é apontado como uma das causas de rosácea, assim como a presença de agentes infecciosos e mudanças bruscas de temperatura.

iStock

Como evitar o aparecimento de rosácea

Quem tem predisposição para a doença deve, além de tentar controlar o estresse, prestar atenção aos momentos de crise, quando ela surge com maior intensidade. Além disso, o paciente deve evitar ingerir bebidas muito quentes, café, álcool e alimentos picantes, por exemplo.

É recomendável ainda não tomar banhos muito quentes, usar sempre protetor solar, evitar uso de cosméticos que possam irritar a pele, produtos oleosos, além de massagear a pele com esfoliantes ou coçar ou friccionar a pele.

Shutterstock

Tratamento para combater a rosácea

Identificar a rosácea e levar o problema ao médico é o primeiro passo para controlar a doença. O tratamento normalmente envolve medicamentos de via oral e aplicação de pomadas prescritas por um especialista.

Apesar de não ter cura, a rosácea pode ser controlada e, quando o tratamento é feito corretamente, é possível diminuir significativamente as crises que provocam a vermelhidão na pele.

Como tratar e evitar espinhas na pele