null: nullpx
Coronavírus-Tasaudavel

Covid longa pode afetar crianças de 0 a 14 anos: sintomas são diferentes para cada faixa etária

Estudo dinamarquês mostrou que crianças apresentaram alterações de humor e lesões na pele meses após a infecção por coronavírus
Publicado 4 Jul 2022 – 03:58 PM EDT | Atualizado 4 Jul 2022 – 03:58 PM EDT
Reações
Compartilhar
Covid longa em crianças Crédito: peakSTOCK/Istock

Um estudo dinamarquês divulgado no periódico científico The Lancet Child & Adolescent Health mostrou evidências a respeito dos efeitos da Covid longa em crianças de 0 até 14 anos de idade

Covid longa pode afetar crianças e adolescente

A análise contou com a participação de 44 mil crianças da Dinamarca com idades de 0 aos 14 anos, das quais 11 mil foram diagnosticadas com a Covid-19 por meio do exame de PCR.

Os dados dos indivíduos que foram acometidos pela doença foram comparados com os de quem não a enfrentou. Os dois grupos tinham similaridades em sexo, idade e comorbidades.


Vale ressaltar ainda que os resultados variam de acordo com as faixas etárias.

Entre zero e três anos, 40% dos pesquisados apresentaram alguma reação dois meses após contraírem a doença. 38% das crianças dos quatro aos 11 anos, também apresentaram reações. Por fim, a faixa dos 12 aos 14 anos, 46% apresentaram sintomas.

Covid longa em crianças: quais os sintomas?

Em crianças de zero a três anos, foram identificadas principalmente alterações de humor, erupções na pele e dores de estômago.

Já na faixa etária dos quatro aos 11 anos, dois meses após a recuperação da doença, além de alterações de humor, foram identificadas dificuldades memorização e lesões na pele.


Por fim, crianças dos 12 aos 14 anos constatou-se alterações de humor, dificuldade de memorização e fadiga.

Covid longa: informações importantes


Reações
Compartilhar

Mais conteúdo de interesse