Como tratar a apendicite com medicina natural

por | set 14, 2011 | Saúde

É importante conhecer, ou saber como tratar a apendicite com a medicina natural dado os riscos envolvidos quando se faz uma cirurgia no apêndice (procedimento mais recorrente neste caso).

Quando, felizmente, a inflamação da apendicite é detectada no estágio inicial, ou antes que aconteça a ruptura do apêndice, a intervenção cirúrgica pode ser evitada.

Para melhor identificar os primeiros sinais, o mais indicado é consultar um naturopata. A naturopatia vem contabilizando muitos casos de sucesso no tratamento do apêndice.

Um naturopata estará habilitado para aconselhar e a administrar o tratamento adequado através de remédios homeopáticos e fitoterápicos, excelentes para o alívio da dor.

Mas se preferir fazer em casa mesmo, para tratar a apendicite, deverá começar fazendo jejum assim que os sintomas apareçam. E por conta da sensibilidade desta condição, há que manter rigor no tratamento natural.

A função do apêndice é limpar o intestino, livrando-o das toxinas. Assim, não poderá ingerir nada, para não sobrecarregar o intestino, deixando-o trabalhar para processar o que já está prejudicando seu funcionamento.

Beba água, mas em quantidades muito pequenas, como um gole a cada meia hora, por exemplo.

Permaneça deitado, em repouso, respirando fundo, e mantendo a calma. Não se deve sair da cama, a não ser para beber água, e sentar-se apenas quando for comer (e durante o tratamento, evite ao máximo os alimentos sólidos). A regra é não se mover.

Enquanto isso, vai precisar duma toalha limpa, dum saco de enema e de óleo de amêndoas doce.

Embeba a toalha na água quente, e aplique como uma compressa na área dolorida. Faça várias vezes seguidas, pois vai aliviar a inflamação, e também as cólicas.

Alterne com massagens com o óleo de amêndoas, que é usado por terapêutas para aliviar esse tipo de dor.

Nos primeiros dias, usando apenas 1 litro de água morna, faça a limpeza estomacal usando um bolsa de enema. Continue o tratamento com a bolsa de enema, aumentando a quantidade de água de forma gradativa, chegando ao mãximo de 3 litros, até que os sintomas tenham desparecido.

A partir do terceiro dia, é aconselhável consumir muito suco de frutas naturais, e também de vegetais folhosos. A partir do quarto dia, aumente a ingestão de alimentos sólidos, mas de maneira muito gradual, para não provocar um choque no organismo.

Prefira um caldo de legumes, feito com pedacinhos muito pequenos, e bem cozidos, nestes primeiros dias. Nesta etapa, evite o consumo de grãos, carne e de queijos processados. Dê preferência aos iorgutes, e todos os alimentos de fácil digestão.

Um dos sinais principais da apendicite é uma dor que começa na região do umbigo, que depois pode ser sentida até no lado inferior direito do estômago. É uma dor que muda de intensidade, e que piora conforme aumenta a inflamação do apêndice.

Outros sintomas são vômitos, náuseas, perda de apetite, diarreia, ou constipação.