null: nullpx
corrimento-Tasaudavel

3 fatores que podem causar corrimento na mulher e muitas nem relacionam com o problema

Publicado 1 Dez 2020 – 11:04 AM EST | Atualizado 1 Dez 2020 – 11:04 AM EST
Reações
Compartilhar

Região do corpo úmida e que abriga diferentes tipos de muco, a vagina apresenta secreções naturais que mudam de acordo com o ciclo reprodutivo da mulher e servem como proteção do trato genital e urinário, combatendo infecções, contribuindo para a lubrificação, etc. O fluido, portanto, nem sempre indica uma anomalia, doença ou qualquer outro problema de saúde.

Porém, em alguns casos, o corrimento apresenta aspectos que podem indicar que algo não vai bem com a saúde íntima da mulher. E as causas são bem variadas, segundo explica a ginecologista e obstetra Flávia Fairbanks.

Causas de corrimento vaginal menos conhecidas

A médica afirma que sempre é necessário procurar um profissional de saúde para avaliar todos os sintomas, mas aponta alguns fatores que podem causar corrimento na mulher e muitas nem relacionam com o problema:

1. Uso de antibióticos pode causar corrimento

De acordo com Flávia, este tipo de medicamento, quando usado por muito tempo, pode reduzir o número da lactobacilos da vagina, aumentando assim a predisposição para o corrimento.

Os lactobacilos pertencem ao principal grupo de bactérias responsável por controlar a saúde da região íntima.

2. Corrimento após relação sexual

Quando entra em contato com a vagina, o sêmen pode alterar o pH da região íntima feminina, deixando o ambiente mais alcalino. O corrimento pode então ser estimulado, caso a mulher já apresente desequilíbrio na flora.

Segundo a ginecologista, quando a alergia ao sêmen é recorrente, o casal passa por uma investigação médica e, caso seja necessário, é submetido a tratamentos específicos. O uso de preservativo também pode evitar o problema.

3. Corrimento pode ser causado por estresse

O estresse é uma condição que afeta a mente e o corpo e altera a produção hormonal do indivíduo.

De acordo com a médica, a liberação de grande quantidade de cortisol atrapalha a conversão do glicogênio em ácido lático e, consequentemente, deixa o ambiente íntimo mais ácido, favorecendo o surgimento do corrimento.

Tratamento para corrimento

Embora as causas do corrimento possam ser simples e habituais, é necessário sempre buscar auxílio médico e realizar os exames ginecológicos de rotina, especialmente se a secreção apresentar cores estranhas, como amarelo demais ou verde, por exemplo.

Corrimento com cheiro forte e acompanhado de incômodos na hora de fazer xixi ou da relação sexual também são sinais de alerta. A visita a um ginecologista para analisar todos os sintomas e conhecer o tratamento adequado é a recomendação para combater o problema.

Corrimento vaginal

Reações
Compartilhar

Mais conteúdo de interesse