Veja jeitos de turbinar sua alimentação com antioxidantes, de manhã até à noite

por | jun 30, 2016 | Alimentação

Se é verdadeiro o ditado que afirma que somos o que comemos, apostar em um cardápio antioxidante, ou seja, que combate a ação danosa dos radicais livres, significa proteger o corpo de doenças e promover até mesmo melhora na pele, atrasando os sinais do envelhecimento.

Apesar de serem produzidos pelo organismo, os antioxidantes, moléculas de carga positiva que anulam a ação de oxidação dos radicais livres, precisam estar presentes no seu prato e até mesmo em cremes para a pele, já que o corpo, sozinho, não consegue dar conta da quantidade de radicais livres liberados naturalmente.

Benefícios dos antioxidantes

ShutterStock

Uma alimentação com boas fontes de antioxidante traz benefícios de dentro para fora do corpo. Além de combater infecções, doenças degenerativas graves e problemas cardiovasculares, os antioxidantes podem prevenir ou até mesmo melhorar o aspecto da pele, minimizando rugas e marcas de expressões.

O consumo de alimentos industrializados contribui para aumento de radicais livres, gerando inflamação no organismo. Para evitar os efeitos danosos, confira as melhores maneiras de turbinar seu cardápio com antioxidantes, de manhã até à noite.

Como consumir antioxidantes

iStock

É extensa a lista de alimentos que contribuem para a saúde da pele e do organismo. Uma boa maneira de obter uma dose de antioxidante logo cedo é preparando uma geleia de uva com mirtilo que turbina o emagrecimento e ainda deixa a cútis mas bela. Confira aqui a receita completa, indicada por Andrea Santa Rosa Garcia, conhecida como a nutricionista das famosas.

Além da geleia, seu café da manhã pode ainda ter a companhia de um suco feito só com frutas antioxidantes que também garante saciedade. Nos dias mais frios, um chá pode ser a melhor pedida, então, aproveite para obter saúde através de uma poderosa infusão aromática. Confira aqui o modo de preparo da bebida.

Dieta antioxidante

ShutterStock

Se você pretende obter boas doses de antioxidantes, vale conhecer um plano alimentar para o dia todo, elaborado por Rosana Raele, nutricionista do Centro de Medicina Preventiva do Hospital Israelita Albert Einstein, consultando seu nutricionista para conhecer possíveis adaptações para as suas necessidades:

Café da manhã

  • 1 copo de suco de laranja
  • 1 xícara de café com leite (de preferência semidesnatado ou desnatado)
  • 2 fatias de pão integral
  • 1 fatia de queijo branco
  • ½ mamão papaia com 1 colher (sobremesa) de farelo de aveia

Lanche da manhã

  • 3 castanhas do Pará ou frutas secas

Almoço

  • Salada de folhas verde-escuras e tomate, regado com 1 colher de azeite
  • 3 colheres (sopa) de arroz integral
  • Filé de peixe grelhado
  • Seleta de legumes
  • 1 fatia de melancia ou goiaba vermelha para sobremesa

Lanche da tarde

  • 1 copo de leite (de preferência semidesnatado ou desnatado) batido com fruta vermelha e 1 colher (sobremesa) de semente de linhaça triturada
  • 1 fatia de pão integral com 1 colher (sobremesa) de cream cheese

Jantar

  • Salada com folhas verde escuras com berinjela
  • Arroz integral
  • Frango grelhado
  • Brócolis refogado
  • 1 cacho de uvas para a sobremesa

Ceia

  • 1 copo de suco de soja ou chá de erva-doce e camomila com 3 unidades de biscoitos integrais.

Alimentos antioxidantes

Estudos mostram que uma alimentação rica em frutas, legumes, vegetais, hortaliças e cereais garantem uma boa proteção contra os radicais livres e ainda reduzem o risco de envelhecimento precoce e diversas doenças. Veja onde encontrar essas substâncias:

Vitamina A: abóbora, batata doce, brócolis, cenoura, damasco seco e melão

Vitamina C: frutas cítricas e vegetais verdes, como acerola, brócolis, caju, couve, kiwi, laranja, lima, limão, morango e tomate

Vitamina E: a fonte mais importante é o gérmen de trigo, mas também pode ser encontrada em amêndoas, castanhas-do-Pará, gemas, legumes, vegetais folhosos e óleos de arroz, girassol, milho e soja

Bioflavonoides: frutas cítricas e uvas vermelhas ou escuras

Catequinas: chá verde, morango e uva

Isoflavonas: principalmente na soja e derivados

Licopeno: principalmente no tomate

Selênio: aves, carnes, frutos do mar, fígado e castanha-do-Pará

Zinco: aves, carnes, cereais integrais, feijões, frutos do mar, leite e nozes