null: nullpx
alimentação saudável-Tasaudavel

Pugliesi abandonou estilo de vida que a tornou famosa: "Ciclo tóxico de restrição e compulsão"

Publicado 26 Jan 2022 – 04:57 PM EST | Atualizado 26 Jan 2022 – 04:57 PM EST
Compartilhar

Conhecida especialmente por dicas de como manter o corpo sequinho e polêmicas acerca de hábitos alimentares radicais, Gabriela Pugliesi revelou recentemente ter abandonado esse estilo de vida. Em um vídeo, ela afirmou não ter mais restrições alimentares – algo que, segundo a blogueira, a faziam viver um ciclo compulsivo sem que ela percebesse.

Pugliesi abandona dietas restritas que pregou por anos

Por ter um corpo magro e definido, se enquadrando em todos os padrões de beleza possíveis, Gabriela Pugliesi é, há anos, uma referência para quem busca transformar o físico. O estilo de vida que ela levava, porém, não é dos mais saudáveis – e, após anos sendo alvo de inúmeras críticas pelas restrições alimentares que costumava pregar, ela usou as redes sociais para anunciar que está “livre” destes hábitos.

Especialmente no Instagram, Gabriela sempre frisou o quanto evitava doces e carboidratos, se permitido pequenos “escapes” da dieta constante apenas nos finais de semana. Agora, no entanto, isso mudou. “Faz um ano que eu não tenho ideia do meu peso, que não faço dieta. Me alimento bem por prazer – só que meus prazeres se ampliaram. Eu achava que sabia o que era viver de forma equilibrada porque meu mundo era aquele”, afirmou.

Esta mentalidade, segundo a influencer, prejudicava seu psicológico sem que ela percebesse. “Eu não sabia o que era viver sem pensar no que ia comer, no que eu ia deixar de comer. Vivia aprisionada nesse pensamento. No fundo, eu sempre quis me libertar dessa circunstância em que a dieta põe a gente, mas não sabia o que era viver de outro jeito”, disse ela, relatando episódios de compulsão alimentar constantes.

“Eu achava normal de segunda a sexta ser extremamente focada, restrita, e no fim de semana chutar o balde. Eu ia com tanta sede ao pote que acabava vivendo a semana para esperar o fim de semana e poder comer o que quisesse. Na minha mente, aquilo era equilíbrio. Hoje, eu sei que não é. Tenho certeza que não é. É um ciclo tóxico de restrição e compulsão. É uma prisão”, declarou.

A mudança no estilo de vida veio, segundo ela, após o fim de seu relacionamento com o modelo Erasmo Viana e o início do namoro com o artista Túlio Dek. “Ele me ensinou a ter prazeres em coisas que eu não ligava porque estava fechada numa bolha. Comecei a aproveitar muito mais a comida diferente da minha de todo dia. Via ele indo em restaurantes e comendo uma massa com tanto prazer... Passei a me interessar, dar valor a todo o processo do alimento, a aquele momento”, afirmou.

Agora, preferindo um dia a dia mais equilibrado e ouvindo as próprias vontades, Gabriela afirmou não ter mais episódios de compulsão e detalhou o estilo de vida equilibrado. “Passei a comer coisas que não comia antes e fui percebendo que, como não fazia nenhuma restrição, nunca mais comi de forma descontrolada. Nunca mais tive compulsão porque, agora sim, estava vivendo como uma pessoa normal e equilibrada. Percebi que o dia passava e eu nem pensava mais em comida porque sei que posso comer o que quiser na hora que quiser”, esclareceu.

Em seguida, a influencer deixou claro que esta mudança teve efeitos em seu corpo e, hoje, ela não tem mais um físico tão seco devido ao fato de que, sem restrições, não é tão simples manter um percentual de gordura baixíssimo. Isso, no entanto, não a incomoda. “Não fico mais preocupada com quantos por cento eu tenho de gordura no corpo, e isso também me fez amar meu corpo de outro jeito – acho mais bonito hoje porque vejo que é um corpo mais feliz. É uma consequência do meu estado de espírito”, afirmou.

Por fim, a blogueira – que já teve de se desculpar algumas vezes por divulgar condutas perigosas para a saúde física e mental – deu dicas totalmente diferentes do que estava acostumada a aconselhar.

“Pare de se pesar todo dia. Não se preocupe se o lugar onde você vai, vai ter comida para você. Sempre vai ter alguma coisa que você come e isso para de ser um pensamento constante. Comece a comer coisas diferentes. Não faça promessinhas do tipo: ‘De segunda à sexta não pode nada, no final de semana pode tudo’. Isso é péssimo, dá compulsão. Se você ama chocolate, como um pedacinho todos os dias, aí não vai precisar devorar três barras num sábado. Não põe meta no seu corpo se esse não é seu objetivo de vida”, concluiu.

Assista ao vídeo na íntegra:

Alimentação e saúde

Compartilhar

Mais conteúdo de interesse