null: nullpx
bebidas-Tasaudavel

Nutricionista entrega qual bebida tem menos toxina e, portanto, dá menos ressaca

Publicado 12 Abr 2019 – 06:00 AM EDT | Atualizado 12 Abr 2019 – 06:00 AM EDT
Reações
Compartilhar

Popularmente conhecida como “ressaca”, a intoxicação causada por excesso de bebidas alcoólicas pode trazer sintomas severos como dores de cabeça, fadiga, sede, tontura, náuseas e até perda de apetite.

A ressaca acontece após o consumo alto de álcool, especialmente na manhã seguinte a uma festa, evento ou ocasião especial. A nutricionista Patricia Davidson Haiat explica que de todos os órgãos do corpo humano, o fígado é o que mais sofre com este exagero, já que ele é o principal responsável por produzir enzimas que metabolizam o etanol.

Bebidas que dão menos ressaca

As bebidas alcoólicas são produzidas a partir do etanol, mas quando há fermentação do açúcar para produzir o álcool, também são produzidos congêneres. Entre eles, substâncias que podem ser consideradas tóxicas como metanol e o isopentanol.

Bebidas com níveis maiores de congêneres podem aumentar também o nível da ressaca: a vodka por exemplo tem baixíssimos níveis de substâncias maléficas e toxinas. A bebida incolor é mais pura e, consequentemente, provoca menos efeitos no dia seguinte à "bebedeira".

“A vodka trata-se de uma bebida que passa por um processo de filtragem e, por isso, possui cerca de 37 vezes menos toxinas. A bebida também possui menos componentes químicos”, afirma Patricia Davidson Haiat em suas redes sociais.

A nutricionista contou, ainda, que a mistura de gin com água tônica, por exemplo, possui teor alcoólico alto, que varia de 37,5 a 50%. E que mesmo assim, na comparação com outras bebidas, a ressaca é mais leve porque o gin é o resultado do destilamento de cereais – teoricamente mais puro.

Bebidas campeãs da ressaca

Na lista das bebidas que mais trazem substâncias nocivas capazes de potencializar a ressaca, estão os vinhos tintos, conhaques e o uísque. “O uísque, assim como o conhaque, pode causar forte ressaca. Isso porque durante o processo de fabricação eles tendem a ter uma concentração de impurezas muito maiores do que outras bebidas, como a vodka, por exemplo”, descreve a nutricionista.

A cerveja não está entre as campeãs da ressaca porque possui altos índices de água e carboidratos na sua composição, o que reflete em sinais mais brandos no corpo no dia seguinte ao consumo excessivo.

Dicas para evitar ressaca

  • Evite bebidas com alta concentração de substâncias nocivas à saúde
  • Mantenha seu corpo hidratado
  • Coma bem antes de sair e também no dia seguinte à “bebedeira”
  • Procure dormir bem para minimizar os efeitos do álcool no organismo
  • Beba com moderação

Beber em excesso é prejudicial à saúde

Reações
Compartilhar

Mais conteúdo de interesse