Automedicação: opção perigosa

por | jun 30, 2016 | Alimentação

A cena é corriqueira. Sentimos aquela dorzinha de cabeça, tosse, febre e ingerimos remédios sem consultar um médico. Cuidado! A automedicação é condenada e pode mascarar sintomas, agravar doenças e contribuir para efeitos colaterais. E, como hoje é Dia Nacional da Saúde, o presidente da Regional São Paulo da Sociedade Clínica Médica, Dr. Abrão José Cury Jr. listou medicamentos que consumimos rotineiramente sem indicação médica e podem ser perigosos para a saúde.

TESTE: VOCÊ É HIPOCONDRÍACA?

Laxantes
O uso indiscriminado de laxantes pode levar a alterações intestinais. Ao contrário do senso comum, caso a pessoa estiver constipada, o uso do medicamento pode complicar o quadro e, inclusive, levar à perfuração do intestino.

Xaropes

A tosse pode ser causada por diversos fatores, como infecção viral ou bacteriana, alergia, refluxo da hérnia de hiato e câncer das vias respiratórias. O uso de xarope pode mascarar os sintomas, permitindo que as doenças evoluam sem controle. Ainda de acordo com o médico, ele pode agravar o problema ou não ter efeito algum.

Antibióticos

Mesmo que acerte na escolha ao comprar um antibiótico sem indicação médica, pode-se errar no tipo do remédio e na dosagem, fazendo um tratamento errado. Além disso, com o uso frequente da medicação, podemos desenvolver resistência e, quando for realmente necessário, o uso de antibióticos não terá efeito.

Antiácidos

Muito usado para combater dor de estômago, o remédio pode mascarar sintomas de úlcera, tumor, pancreatite e até de infarto do miocárdio. O uso inadequado pode retardar o diagnóstico, comprometer o tratamento e expor ao risco de morte.

Aspirina

O medicamento é altamente utilizado, mas tem efeitos colaterais que podem ser fatais. Reconhecida como droga que previne o infarto, só pode ser consumida com indicação médica, podendo provocar problemas de estômago e hemorragias. Pode ser fatal se usada para combater a dengue.

Colírio

Sem indicação médica, a única coisa que se deve passar nos olhos é água limpa. Os colírios apresentam princípios ativos variados, como corticoides e antibióticos, podem mascarar ou exacerbar doenças se a pessoa tiver problemas prévios como glaucoma.

Cremes e pomadas

Muitas pessoas cometem o erro de achar que existem cremes e pomadas que tratam de tudo. De acordo com o médico, o uso indiscriminado pode mascarar doenças como câncer de pele, provocar dermatite de contato, ou não ter efeito.

Remédios naturais

Não pense que por ser uma substância natural, não terá efeitos colaterais. Todos os medicamentos, sem exceção, podem provocar riscos à saúde quando usados sem orientação médica.

Vitaminas

Só devem ser tomadas quando há uma real necessidade e indicação de um médico. Algumas vitaminas, dependendo da dose, podem provocar doenças. A vitamina C, por exemplo, provoca distúrbios gastrointestinais e cálculo renal. A vitamina A, quando consumida por crianças, pode provocar hipertensão craniana.

Suplementos alimentares

Podem ter efeitos tóxicos ao organismo. Muitas vezes, eles não apresentam o efeito desejado.

Casamento de remédios

Se você é do tipo que ao achar que está gripada, por exemplo, já ingere xarope para a tosse (que piora a secreção pulmonar), descongestionante nasal (que nos casos de sinusite e pneumonia piora o quadro) e injeções à base de eucalipto, absolutamente inúteis. Além disso, tudo junto pode provocar reações alérgicas e até choque anafilático.

Leia mais:

Saúde através de exercícios – Dê adeus aos comprimidos: aprenda a usar exercícios como aliados do sistema imunológico

Alívio sem comprimidos – Terapias auxiliam no alívio de quem sofre de enxaqueca e melhoram a qualidade de vida

Aprenda a controlar a enxaqueca – Mulheres sofrem mais com dores de cabeça. Oscilação hormonal é a causa. Entenda!