null: nullpx
academia-Tasaudavel

Aula de circo emagrece 500 calorias em sequência ultradivertida

Publicado 30 Jun 2016 – 07:27 PM EDT | Atualizado 20 Mar 2018 – 12:57 PM EDT
Compartilhar

Tecidos, cama elástica e acrobacias em aparelhos que estimulam o equilíbrio. Todos esses exercícios mais parecem brincadeira de criança, mas ajudam – e muito! – a emagrecer e definir. Por isso, academias de todo o Brasil apostam nas aulas de circo para atrair alunos. E tem funcionado: a sequência que diverte e queima cerca de 500 calorias por aula ganha cada vez mais adeptos e virou febre até entre famosas.

Leia também

Quem não gosta da monotonia da academia pode tranquilamente optar pela novidade. "É um jeito divertido de entrar em forma. Apesar de ser um treino físico e exigir muita força, ele tem uma pegada mais recreativa, que atrai quem quer perder peso sem sofrimento", comenta a personal trainer Iva Bittencourt.

Grazi Massafera é uma das famosas que se aventura nos aparelhos circenses (Créditos: Reprodução/Instagram)

Grazi Massafera aposta em exercícios alternativos para manter a forma e já publicou fotos em seu Instagram se exercitando em uma aula de circo.

Como é uma aula de circo?

A sala da academia recria o ambiente de um verdadeiro picadeiro, dispondo de aparelhos e elementos muito usados pelos artistas circenses. Quem faz a aula tem um alto gasto calórico, mas também usufrui de outros benefícios da aula de circo, como o ganho de equilíbrio, elasticidade e força.

"Mesmo com esse ar de brincadeira, são atividades de extrema dificuldade de execução, que têm uma demanda física muito grande, o que potencializa os resultados", explica Iva, que garante que todos podem praticar. "Tudo vai depender do treino que o professor montar, contando com a intensidade e grau de dificuldade dos exercícios. Assim, com um plano adequado, é possível alcançar o objetivo desejado".

Para pessoas saudáveis, sem complicações físicas ou dores musculares, as aulas são livres. Há contraindicação para quem sofre com lesão na coluna, hérnia ou problemas semelhantes. É essencial consultar um médico antes de iniciar os treinamentos e ter acompanhamento profissional ao longo das atividades para não se machucar.

Compartilhar

Mais conteúdo de interesse