null: nullpx
chá de hibisco-Tasaudavel

12 verdades sobre chá de hibisco: desincha? Deve ser bebido gelado ou quente?

Publicado 14 Out 2017 – 08:00 PM EDT | Atualizado 1 Abr 2019 – 12:50 PM EDT
Reações
Compartilhar

A bebida reconhecidamente termogênica ganhou fama por suas propriedades digestivas e diuréticas que ajudam no emagrecimento. O chá feito de hibisco também tem propriedades calmantes e antioxidantes pela presença de flavonoides. Apesar de haver restrições e contraindicações no seu consumo, a bebida é considerada segura e saudável na maioria dos casos, desde que, claro, consumida com moderação. A seguir, conheça 12 verdades a respeito da infusão e diversos motivos para beber o chá de hibisco:

Chá de hibisco: benefícios

1. A bebida mantém o intestino regulado pois contém propriedades digestivas que melhoram o processamento dos carboidratos e da gordura e, por isso, evita a prisão de ventre. O chá é rico em substâncias e compostos fitoterápicos que auxiliam o trânsito digestivo, combatendo a constipação.

2. Segundo a especialista em nutrição Patricia Davidson Haiat, quando ingerido pela manhã, o chá de hibisco prepara o intestino para absorver os nutrientes que chegarão ao longo do dia.

3. Assim como outros chás diuréticos que são bons para emagrecer, o hibisco é amigo de quem sofre com a retenção de líquidos porque aumenta a quantidade de urina, o que elimina toxinas e reduz o inchaço.

4. Sua poderosa capacidade adstringente reduz o colesterol total e pode até mesmo melhorar a curva elevada de açúcar, responsável por causar a diabetes. Ao equilibrar a liberação de insulina no sangue, também diminui a vontade de comer doces.

5. Novamente, por seu poder adstringente, o chá de hibisco também é considerado anti-hipertensivos e ainda capaz de modular os níveis de insulina no sangue, auxiliando os hipertensos na redução da pressão arterial.

6. O chá também tem feito antibacteriano e antifúngico. Ajuda a prevenir e tratar a cândida e a infecção urinária (cistite) de repetição.

7. A bebida possui diversas substâncias com ação antioxidante, como os flavonoides. Eles neutralizam os radicais livres que oxidam e prejudicam a multiplicação normal das células, gerando doenças como câncer, Alzheimer e problemas cardíacos.

8. Seu consumo deve ser ponderado para algumas pessoas, como as que sofrem de pressão baixa, já que a bebida diurética reduz ainda mais a pressão. Isso acontece graças à alta liberação de urina que acontece após a ingestão, uma vez que a urina é rica em sódio, o elemento que ajudaria a regular a baixa pressão arterial.

9. O chá de hibisco também pode fazer mal para gestantes, pois possui componentes que interferem nos níveis de estrogênio do corpo. Como consequência, o fluxo sanguíneo da região pélvica e do útero é estimulado, incentivando a menstruação e podendo provocar o aborto, principalmente, no início da gestação.

10. A bebida contém em sua composição um nutriente chamado xantina, que irrita a mucosa do estômago e, consequentemente, agrava feridas que possam existir na região. Por isso, a ingestão de chá de hibisco também não é indicada para quem tem gastrite e úlceras.

11. Se ingerido em excesso, ele pode provocar grande eliminação de eletrólitos importantes para o corpo, como sódio e potássio. Normalmente, a recomendação diária de ingestão da infusão é de, no máximo, meio litro por dia, quantia considerada ideal para desfrutar dos benefícios da erva sem correr riscos.

12. A proporção deve ser de 500 ml de água para 2 colheres de sopa de hibisco seco, sendo esta quantidade média recomendada por dia para obter os benefícios. Pode ser consumido quente ou frio, com outras especiarias.

Chás bons para dieta

Reações
Compartilhar

Mais conteúdo de interesse